Faaaala galera, beleza? Estamos mochilando ha 100 dias e vou contar um pouco dessa loucura pra vocês, sentidas por mim.

Antes da gente começar essa loucura, pesquisamos muito, lemos varios blogs, várias dicas, seguimos quase todas! Nosso mochilão começou imenso, pois a gente lia que só uma calça jeans bastava, e eu pensava, só 1?? Ta de sacanagem, no mínimo 2! So 8 blusas?? Nem fudeeeendo… e assim montei meu primeiro MOCHILÃO. Passando os dias, comecei a perceber que porra, pra que 2 calças? Caraaaaaaaca, tenho mta blusa pra dobrar, pra lavar, acho que assim, aprendi a ser um pouco minimalista, pois comecei a carregar meu próprio peso! Hoje estou vivendo com 1 mochilinha, rs. Pra ser exatos 6 blusas ( 2 do mengão ), 1 Social (pra procurar trabalho), 1 tenis, 1 sapatos, 7 cuecas, 1 casaco, 3 shorts ( um cargo e 2 tactel ) e sim… 1 calça JEANS hahahahah…

Comecei muito inocente, achando que tudo ia dar certo, que ia parar em qualquer esquina e todas as pessoas do mundo iam querer me contratar. E cheguei a ser inocente de pensar: “ Qualquer coisa, vendo brigadeiro!” É ai que sabemos o quanto somos preconceituosos, pra vender brigadeiro é uma arte, e hoje respeito mais ainda. Tentei, não vendi nenhum!! Percebi também que o mundo tem salvação, conheci pessoas incríveis, que vou levar pra vida. Muitas pessoas querem ajudar, simplesmente pelo fato, de querer ajudar. O couchsurfing foi a melhor experiência, e fez perceber que a única troca de quem oferece um sofá, é apenas querer conhecer a nova cultura e fazer novos melhores amigos… estou louco para ter minha casa, e abrir para novos viajantes!

Eu tinha um medo da convivência, 24h por dia, 7 dias por semana, 365 dias no ano juntos, vamos querer matar um ao outro, e sim… tinha momentos que a gente queria se matar, e foi ai que começamos em tão pouco tempo a se re-inventar, a descobrir do que realmente merece brigar e o que nao. Respeitamos mais ainda o espaço do outro. Criamos códigos e jeitos pra não deixar com que a viagem acabassem com a gente e isso foi maravilhoso, e está sendo! E sim, sentimos saudades um do outro mesmo estando juntos. A gente só se sintonizou ainda mais.

Nesses 100 dias ja se passaram milhões de coisas na minha cabeça, em voltar, em parar, em seguir viagem, em juntar dinheiro, em gastar dinheiro. Abrimos mão de vários sonhos pessoais, para poder dar sequência no nosso projeto, isso é ruim, mas muito engrandecedor, pois sabemos que na vida é assim!

Cometi algumas burrices na viagem que custou dinheiro, e se não fosse pela bia, teria custado o meu dia ou até aquele país inteiro. Aprendi a dar muito valor ao dinheiro, a gastar com coisas certas e necessárias, descobri que posso gastar milhões e fazer tudo facil e rapido, ou gastar muito pouco e as vezes nao gastar nada e ter um trabalho maior, porém o objetivo final é o mesmo.

Minha mãe acha que sou maluco, estou torrando todo o meu dinheiro, ela pensa que deveria comprar uma casa, morar nela e ter uma vida normal, um emprego de sempre e etc. Na minha visão isso é esperar a morte chegar, e isso foi uma das nossas maiores brigas na viagem, acho que ela nunca vai me entender, mas acontece.

Se eu pudesse dar uma dica para vocês é, va, viaje, embarque nessa loucura, conheça o mundo e seja feliz, a vida é uma só, e muito curta para não ser aproveitada! Pesquise, estude, escute as dicas de quem já viajou, faça tudo correto, que no final, nao sei como, mas dá certo!  

Leave a Reply