Berlim é uma cidade muito intensa. Ela é bem contrastante. Ao mesmo tempo que tem rastros de guerra por toda parte, tem monumentos e memoriais espalhados na cidade toda! Ela expressa diversidade nas cores vivas do grafite e revolução pela música eletrônica. Também tem mais de 180 museus. Foi palco da cidade Gamélia pensada por Hitler e tem resquícios do muro da Guerra Fria.

Ficamos 3 dias, mas dobraríamos fácil esse tempo!

Imagina visitar a capital do pais que foi responsabilizado pela 1ª Guerra Mundial, começou a 2ª GM e ainda foi centro da Guerra Fria, isso tudo em menos de 80 anos! Por ser tão rica de história, guerras, tragédias, cicatrizes que fazem da capital alemã um lugar riquíssimo de pontos turísticos que ficamos apenas 3 dias e deu para termos uma breve pincelada do que fazer.

Recebemos do Visit Berlim o Welcome Card Berlim  que nos permitiu circular a cidade toda com os transportes públicos (seja trem, metro ou onibus) e também ter desconto a várias atracões turísticas, museus e restaurantes.

Free Walking Tour

Somos super adeptos porque acreditamos que caminhando pela cidade que realmente a conhece. São guias jovens que são pagos de acordo com “gorjeta” no final do tour, eles dizem que se empenham mais e cada um paga o quanto acha que o guia merece, ou você pode dar. Fizemos os principais pontos turísticos com eles e se você tiver a disponibilidade de horário, vale a pena. Tem em inglês e espanhol.

Fizemos dois Free Walking Tour, do 3º reich e dos principais pontos turísticos com o Free Tour Berlin  e valeu suuuper a pena!!!!!

East Side Gallery

É a maior parte do resquício do muro de Berlim, 1,3 km completamente grafitado! Vai tranquilo e caminhando. Além de claro tirar foto e admirar, tanta pensar nas mensagens que aquele muro pintado está tentando transmitir!

Aaaahhh, você que se animou com o Free Walking Tour, eles passam por trechos do muro, mas nao nessa parte! Então se programa e vai!!!!

Bebelplatz (Praça da queima dos livros)

Nessa praça ocorreu a queima dos livros em 10 de Maio de 1933 e é conhecida como a praça da intolerância. Queimaram mais de 900 mil exemplares de tudo que iria contra o nazismo. Isso foi ordenado por Joseph Goebbels, Ministro da Propaganda Nazista, pois um povo sem informação, vira marionete.

No meio da praça tem uma estante vazia embaixo para homenagear a biblioteca, que atualmente que tem uma universidade em seu lugar. Lá também se encontra a Ópera e a Catedral de Santa Edwiges.

Topografia do Terror 

Fica no terreno aonde era a antiga sede do SS Gestapo. Tem uma maquete de prédios do 3º reich. Antigamente era um terreno que ninguém queria nem as construtoras nem os comerciantes como ponto de venda devido ao seu peso histórico e em frente tem uma outra parte preservada do muro de Berlim. Então esse museu surgiu como uma exposição de 1 ano sobre o governo nazista e suas atrocidades e terrores causados. Deu tão certo que eles resolveram manter e transformar em um museu.

Fica-se tranquilamente umas 2 horas nesse museu, e se aprende muito da 2a GM e da vontade de Hitler de transformar Berlim em Germânia. Na parte externa, perto do também tem uma exposição sobre as propagandas feitas pelo governo nazista. Bem horrorizante, mas bom para entender.

Burdenger Tor

Antigamente limitava a cidade de Berlim. Era o portão de entrada da cidade. Napoleão quando invadiu a cidade, passou pelo portal e disse Bem-vindo a França! É tao bonito que vale a pena a visita de dia e de noite (iluminado é lindíssimo!!!)

Museu em Homenagem aos Judeus Mortos na Guerra 

Ocupa uma área de quase 20 mil m² e é formado por 2711 concretos de alturas diferentes enfileirados em solo ondulado. Ninguém sabe o significado, o criador do monumento fez de uma forma que você reflita quando esta lá, o porque do concreto, da quantidade, da variação da altura dos blocos. Só de andar entre os blocos de concreto na instabilidade do chão, dá uma insegurança, um receio de não conseguir ver o que esta por trás do concreto, sensação de solidão e de não ter por onde fugir. É bem difícil, mas recomendo a todos irem.

Tem o museu também que conta sobre os 6 milhões de judeus mortos pelo governo nazista. Registros que encontraram, fotos e também os que sobreviveram. Tem uma pequena fila para segurança logo na entrada, mas é gratuito e necessário de visitar para que a história nunca se repita!

Cúpula do Parlamento

Ela é toda envidraçada permitindo uma vista panorâmica 360º incrível da cidade! E o mais legal de tudo é a simbologia que como dá para ver diretamente o parlamento em 1º plano, significa a transparência dos políticos perante seus eleitores.  A visita é grátis mas precisa de agendamento nesse site! Se programe e reserve com antecedencia porque esgota rápido (ficamos só na vontade! Não deixe isso acontecer com voce também!)

  • Agendamento

Para visitar a cúpula tem que realizar o agendamento nesse site . Tem que ser feito com antecedência pois lota e só descobrimos isso na semana antes de ir para lá e não tinha mais disponibilidade! (Esperamos que consigam!!)

  • Bilheteria

Se você não conseguiu agendar, mas quer muito ir e está com tempo para fila, bem perto da entrada tem uma bilheteria num contêiner que tem ingressos que não foram disponibilizados online. Abre as 8 horas da manha, e grande chance de conseguir ingresso. No entanto, pode ser que você consiga escolher o horário ou só tenha uma opção vaga. Boa sorte!

  • Se tudo mais falhar, tem o Restaurante!

Se nenhuma das opções acima servirem, tem um restaurante que você pode agendar que é dentro do Dome! Mas é uma facadinha! A reserva da mesa é de 22 euros e esta incluindo o café com bolo (carinho né!:), mas garante o acesso a cúpula também. Caso esteja curioso, você consegue reservar aqui!

Hamburgo
Next Post

Leave a Reply