Dia 1: FWT + Livraria Lello + Palácio da Bolsa + Ribeira

1. Free Walking Tour

Sim, a gente adora fazer Free Walking Tour e tentamos fazer assim que chegamos no lugar para já começar a aprender sobre e se apaixonar por sua história! Fizemos com o Porto Free Tour e foi espetacular com a guia Sofia. Esse tem que agendar com antecedência porque o máximo são 15 pessoas por tour. Sempre lembrando para ir de sapato confortável, bastante água e disposição para bater perna de 2 a 3 horas!!!

Passamos pelos pontos principais da cidade e já anotamos os que voltaríamos para entrar e conhecer, como a Livraria Lello, a Torre dos Clérigos, a Igreja do Carmo. O passeio acaba na ribeira onde ela indicou um elevador gratuito que tem uma vista linda da cidade Vila Nova de Gaia (bem estilo visual de Niterói e Rio de Janeiro, mas bem mais perto! Rsrs)

Chegamos a cogitar subir a torre dos Clérigos, mas tem que encarar 240 degraus e rapidamente arranjamos uma desculpa para não ir! Rsrs Mas se quiserem, nos contem se vale a pena o visual!!!! Dá para comprar entrada online!

2. Livraria Lello

A livraria Lello atualmente tem que pagar 4 euros para visitar porque fica tão cheio que quem quer realmente comprar um livro, não consegue! No entanto, se você comprar um livro lá, você ganha crédito do valor referente a entrada, então seria como 4 euros de consumação!

Ela é pequena mas super charmosa! Dizem que inspirou Harry Potter já que a J. K. Rowling morou em Porto enquanto escrevia o 1º livro quando era professora de inglês por aqui. Dica: Vá na parte da tarde que tem menos movimento e não fica tão cheio. Fomos umas 15 hrs e não pegamos fila. Mas nos indicaram para ir quase na hora de fechar, umas 18:30 (fecha 19:30) para garantir um passeio agradável.

Na esquina tem a Fábrica das Carmelitas que também é uma loja turística, cheia de estantes de madeiras e super linda. Foi uma das primeiras lojas e antigamente vendia panos e toalhas (têxtil!). Já que vai estar tão pertinho, fica mais 5 minutinhos no bairro! rrsrs

3. Palácio da Bolsa

Foi uma surpresa suuuuper agradável (achei a faixada do prédio muito sem graça e ainda tinha que pagar….já tinha criado implicância, maaaaas fui voto vencido e fui!) Que bom que fui!!!! Fizemos a visita guiada para passar pela Sala Oriente, e sério, é o que fez valer o passeio!!!! Tem a opção de ir sem guia, mas não passa nessa sala. Lá você conhece mais da historia do comércio e evolução da cidade, bolsa de valores, tribunais de justiça e conhece a famosa Sala Oriente que é usada para impressionar os futuros parceiros da Cidade! Eu cairia com certeza, me impressionou absurdamente!!! Custa 8 euros por pessoa ou 5 por estudante e pode comprar na hora ou online.

4. Passeio pela Ribeira + Francesinha

De noite passeamos pela Ribeira, bairro mais antigo e autentico da cidade. Costumava ser o núcleo de Porto e até hoje mantém as características originais das casas coloridas que os pescadores pintavam suas casas da mesma cor que seus barcos, a muralha original que protegia e delimitava a cidade, e a comida típica. Tem que provar francesinha quando estiver por aqui! Os imigrantes franceses criaram esse prato quando migraram para Porto inspirado no sanduíche francês “Croque-Monsier” mas com mercadoria típica daqui. Dizem as mas línguas que colocaram bastante álcool no molho para as portuguesas se assemelharem mais com a beleza das francesas! Maldade! Todas são lindas! <3 Mas vale experimentar. Se você pedir para o garçom para dividir, ele até corta para vocês!

Dia 2: Vila Nova de Gaia : teleférico + Caves de vinho + Passeio de barco + Jantar Escondidinho

5. Teleférico Vila Nova de Gaia

A vila Nova de Gaia é uma cidade vizinha de Porto, que ainda pertence ao Distrito de Porto. Tem um visual lindíssimo pois é de onde se tem a vista de Porto. Fizemos um passeio de teleférico que sai do Jardim do Morro, de lá já tem um mirante com uma vista espetacular, e o por do sol de lá é de tirar o chapéu! O teleférico custa 6 euros ida e volta e você sai na ribeira da cidade, aonde tem várias caves de vinho.

O passeio de teleférico inclusive te dá direito a uma prova de vinho na cave e quando entramos, é super fofa e tem a historia da cortiça (a rolha é feita de cortiça e ela vem da árvore Sobreiro.) Surreal! Tem um grande barril com mesa para a gente fingir que esta dentro. Gostei bastante.

6. Passeio de barco pelo Rio Douro

A duração do passeio de barco foi de 1 hora mas se fosse de 30 minutos seria perfeito, porque começou a me dar soninho! Rsrs. Porto é a cidade das 6 pontes e fazendo o passeio você consegue ver todos os detalhes de todas pontes e saber mais sobre suas construções, nos bracos te dão fones. Foi bem legal, mas se estiver sem tempo ou din din contado pode pular esse programa! A faixa de preço é 12 a 15 euros por pessoa e na ribeira tem várias opções de empresas oferecendo esse serviço.

Dia 3: Tour do Estádio + Estação São Bento + Igreja do Carmo + Foz do Porto

7. Estádio do Porto F.C.

Pedro é viciado em futebol então quando vamos visitar uma cidade e não tem jogo agendado por lá (tem sido a maioria!) fazemos um tour guiado para conhecer o campo, os vestiários, mais da hisória do clube. Fomos no estádio do Dragão, que é o mascote do time do Porto. Custa 15 euros e te dá acesso ao museu do futebol de lá que realmente é gigantesco e eles tem muuuuuitos troféus e ao tour de 45 minutos no estádio. Pode comprar na hora ou online se referir.

8. Estação de São Bento e Igreja do Carmo

A estacão de São Bento que é uma das mais bonitas do mundo, 16o para ser mais exata, com 500 m2 de azulejos todo desenhados e é a única ferroviária da cidade então muito visitada para fotos e para ir e vir. Vale a pena a visita! Bem pertinho da estação é a Igreja do Carmo que tem os azulejos lindíssimos em todos os lugares e do lado de fora é um painel representando um anjo na cidade do Porto.

Embora o azulejo decorado e pintado com detalhes seja muito comum na cidade e em Portugal como um todo, os pioneiros nessa arte são os holandeses e alguns deles foram convocados para pintais os painéis de azulejo da igreja e da estação.